O poder da água dinamizada e diluida:

amora
A impossibilidade de comprovar em laboratório conceitos como força vital e transporte de informação energética, usados para explicar a ação dos medicamentos dinamizados, constitui o maior obstáculo ao diálogo entre a homeopatia e a medicina alopática moderna, baseada em evidências.
wish-unknownmami3
Mas é justamente esse impasse que pode ter ficado mais próximo do fim após o achado de Shui Yin Lo.
Lo queria somente encontrar o aditivo perfeito; mas, ao estudar o comportamento molecular da água em soluções que ultrapassam o número de Avogadro – a lei da química segundo a qual depois da décima segunda diluição não existem mais moléculas da substância dissolvida presentes no líquido diluente –, ele percebeu que se encontrava em outra trilha. Através das lentes do microscópio eletrônico, o químico descobriu que as moléculas de água, normalmente dispostas de modo aleatório em estado normal, após a ultradiluição passaram a formar “cachos” de seis a 100 unidades, todos alinhados de forma original e exibindo características específicas, como campo elétrico singular e adesão firme a superfícies.
TIDE CLOCK WINDOW MOUNT 001
Ainda mais impressionante é o fato de que tais cachos se replicavam a cada nova diluição, mesmo que na água não mais existissem resquícios da substância adicionada no início.
Não se trata de uma experiência isolada. Em novembro passado, o químico alemão Kurt Geckeler e seu colega Shashadhar Samal esbarraram em efeito semelhante ao estudar o comportamento de diluições de fulerenos – um material formado por átomos de carbono – no Instituto de Ciência e Tecnologia de Kwangju, na Coréia do Sul. Eles constataram que a cada nova diluição mais as moléculas se aglomeravam. O mesmo fenômeno foi observado em diluições de moléculas orgânicas, como a ciclodextrina, e inorgânicas, como o cloreto de sódio.
0feed-florais3
Ou seja, há uma base cada vez mais firme para a crença contra-intuitiva de que uma substância pode se tornar mais potente ao ser diluída e a de que uma molécula ultradiluída pode mesmo alterar as propriedades da água.
Em outro estudo recente, realizado na Universidade da Califórnia, em Los Angeles, o imunologista Benjamin Bonavida constatou que a água com cachos moleculares – descoberta por Lo – possui outra característica, não menos surpreendente: a solução é capaz de estimular células do sistema imunológico, em tubos de ensaio, até 100 vezes mais do que água pura, revelando assim uma atividade biológica que ainda está para ser explicada.
criar
Essas novas pesquisas deram impulso aos que querem ver a homeopatia reconhecida pela ciência. Em suas diluições, Lo usou as mesmas técnicas da farmacotécnica homeopática, como os movimentos centesimais, sempre rompendo a barreira do número de Avogadro. “A pesquisa mostra que as soluções homeopáticas não são água comum, mas um líquido alterado em sua estrutura que realmente pode modificar tecidos, órgãos e todo o corpo”, afirma William Gray, homeopata de San Francisco, Estados Unidos, e autor do livro Homeopathy: Science or Myth? (“Homeopatia: ciência ou mito?”, não traduzido para o português). 
florais yllis 067
Desde o início, a teoria homeopática tem afirmado que, nas soluções ultradiluídas, a água guarda a “imagem” do soluto (a substância dissolvida), tornando-se um veículo de transmissão de suas propriedades ainda que não mais contenha moléculas da substância original.
A experimentação clínica também já havia dado a Hahnemann, no século XVIII, a certeza de que quanto mais diluída a fórmula, maior a sua potência medicinal, algo que só agora ganha uma explicação aceitável pela ciência acadêmica, com a descoberta dos cachos auto-replicantes.
Leia mais em http://super.abril.com.br/ciencia/poder-bolinhas-442591.shtml

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: